Vol.
40

120
2014

O discurso espacial como instrumento da produção capitalista do espaço: experiências em São Paulo e Barcelona

Fabiana Valdoski

Resumen

O discurso espacial tornou-se fundamental para a execução das políticas de espaço que buscam inseri-lo nos circuitos da acumulação através da metamorfose das morfologias de bairros populares e periféricos. Tais discursos incorporam novos elementos devido a sua necessidade permanente de reelaboração, pois os conflitos surgidos ao longo do avanço dessas políticas espaciais corroem argumentos de legitimidade, e estes são alçados à composição de álibis que reponham sua condição pretérita de coerência e coesão. Entre estes recentes álibis incorporados aos discursos espaciais, temos aqueles pautados em reivindicações como as de melhorias infraestruturais e do meio ambiente, transformando, contraditoriamente, a qualidade das matrizes discursivas dos movimentos sociais em instrumentos de uma prática espacial que promove a valorização de lugares em detrimento da apropriação. Isto resulta na produção de uma ideologia do espaço que escamoteia os mecanismos de segregação empreendidos pelas políticas de espaço.


Texto completo: ] PDF [

  • APA
  • MLA
  • Como citar este artículo
Valdoski, F. (2014). O discurso espacial como instrumento da produção capitalista do espaço: experiências em São Paulo e Barcelona. Revista EURE - Revista de Estudios Urbano Regionales, 40(120). Recuperado de
Valdoski, Fabiana. "O discurso espacial como instrumento da produção capitalista do espaço: experiências em São Paulo e Barcelona." Revista EURE - Revista de Estudios Urbano Regionales [Online], 40.120 (2014): s. p. Web. 26 oct. 2021