Vol.
40

120
2014

Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano: as paisagens culturais e as transformações identitárias da fronteira Brasil-Argentin

Muriel Pinto, Rodrigo Maurer

Resumen

Em recentes estudos visando a elaboração do Projeto piloto “Itinerário cultural da Região das Missões Jesuítico-Guarani” foram discutidos conceitos e estratégias para as novas categorias de bens culturais que vem sendo proposta pela UNESCO. Entre as mais novas categorias incluem-se as paisagens culturais e itinerários culturais. A área em estudo, a cidade missioneira de São Borja-Brasil, destaca-se na região por possuir uma diversidade de bens culturais que representam momentos históricos relevantes no cenário brasileiro. Recursos culturais que expressam sentidos e significados aos espaços sociais através das paisagens. O principal objetivo do estudo está em analisar a cidade como um espaço territorial de produção, intervenção e trocas culturais, voltado para a análise da construção das identidades e suas influências nas transformações dos territórios urbanos. Para tanto, utilizaram-se as paisagens culturais como instrumento de pesquisa. Como principal resultado pode-se salientar a realização de uma interpretação crítica para os espaços-temporais urbanos.

Texto completo: ] PDF [

  • APA
  • MLA
  • Como citar este artículo
Pinto, M., & Maurer, R. (2014). Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano: as paisagens culturais e as transformações identitárias da fronteira Brasil-Argentin. Revista EURE - Revista de Estudios Urbano Regionales, 40(120). Recuperado de
Pinto, Muriel, & Rodrigo Maurer. "Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano: as paisagens culturais e as transformações identitárias da fronteira Brasil-Argentin." Revista EURE - Revista de Estudios Urbano Regionales [Online], 40.120 (2014): s. p. Web. 25 oct. 2021